Biden bombardeia Iraque e Síria: “Um recado para o Irã”

Elijah J. Magnier

Trad. Alan Dantas
Agora não há dúvida de que o Presidente dos EUA Joe Biden decidiu seguir os passos de seu antecessor Donald Trump e considerar o Iraque um campo de batalha entre os EUA e o Irã, violando assim a soberania iraquiana. Os caças de Washington bombardearam locais dentro do Iraque e da Síria, matando oito pessoas em ambos os lados da fronteira. Lawrence J. Korb, membro sênior do Fundo de Ação para o Progresso Americano e ex-secretário assistente de defesa dos EUA, disse em uma entrevista que os ataques aéreos levados a cabo por caças-bombardeiros – serviram essencialmente como um “recado de Biden” para Teerã. Consequentemente, os ataques aos locais na fronteira não podem agora certamente ser excluídos das negociações em curso, mas paradas hoje, da questão nuclear em Viena. Entretanto, a administração Biden está equivocada ao acreditar que este ataque afetará positivamente as negociações e favorecerá os Estados Unidos. Pelo contrário, irrita o Irã, que sem dúvida lamenta as baixas iraquianas, mas tem a satisfação de ter atraído Biden para um campo minado, uma armadilha montada para ele.

Subscribe to get access

Read more of this content when you subscribe today.

Advertisements

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.