As reuniões não declaradas dos sadristas continuam: escolhas amargas para Moqtada Sayyed no Irã

Elijah J. Magnier

Trad. Alan Dantas
A contagem manual das centenas de seções eleitorais continua a pedido dos partidos políticos e candidatos que se opuseram aos primeiros resultados das eleições parlamentares ocorridas no mês passado no Iraque. Enquanto isso, Muqtada al-Sadr – que ganhou o número mais significativo (72) de assentos parlamentares – continua a contatar diferentes partidos políticos para formar alianças que individualmente não podem nomear o próximo governo e seu primeiro-ministro. Estes contatos/acordos/alianças não declarados são realizados pelo Comitê Sadrista encarregado de negociar um acordo com todos os partidos políticos dispostos a se juntar ao governo Sadrista para cristalizar a cena política futura. Entretanto, espera-se que o movimento político tropece em seu caminho atual, seguindo o anúncio de Sayed Moqtada al-Sadr, de que seu objetivo seria formar um governo majoritário nacional. Em consequência, está se colocando à mercê de outra força política muito diferente que contradiz completamente sua visão e objetivos políticos expressos. Além desses objetivos, há a questão da retirada de todas as tropas estrangeiras do Iraque, assim como a relação com Israel.

Subscribe to get access

Read more of this content when you subscribe today.

Advertisements
Advertisements
Advertisements

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.